ZAPPA – ADOTADA

Passou os poucos anos de vida que tem sozinho, com uma corrente presa ao pescoço, esquecido e ignorado, numa tristeza profunda.

Hoje o Zappa pode sorrir (como parece na foto) porque finalmente alguém reparou nele. Alguém que lutou para o libertar daquela prisão.

Agora precisa de uma casa onde haja amor e que lhe mostre que existem humanos capazes de amar e que há um mundo para além da corrente.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.