SOS Animal – Portugal

A SOS Animal – Portugal é uma organização não-governamental e associação sem fins lucrativos de proteção animal e ambiental que conta com voluntários e apoiantes em todo o país.

 

Nascida num grupo informal em 2004, foi constituída legalmente como associação de proteção animal a 12 de março de 2007, em Lisboa.

 

A sua Direção é constituída por Sandra Duarte Cardoso (Presidente da Direção), Clarisse Cerdeira (Vice Presidente da Direção e Secretária) e Pedro Bartolomeu (Vice Presidente da Direção e Tesoureiro).

 

 

Missão

A SOS Animal – Portugal tem como missão proteger e defender todos os animais e o seu habitat, através da partilha de informação que estimule a compaixão, respeito e compreensão dos seres humanos para com todas as espécies.

Visão

A visão da SOS Animal – Portugal é a existência de uma sociedade onde nenhum animal se encontre em situação de risco ou abuso.
Seja em atividades de entretenimento, em casos domésticos de negligência, abandono ou crueldade, ou no elementar reconhecimento legal do seu estatuto enquanto seres de direito, a SOS Animal – Portugal existe para defender, resgatar, tratar e educar para o bem-estar dos animais.

Objectivos

– Promover e divulgar a sua visão

– Contribuir para o apoio médico-veterinário de animais silvestres, errantes, abandonados ou provenientes de famílias de baixo rendimento

– Denunciar e promover o resgate de animais em situações de negligência ou abuso

– Contribuir para formar a opinião pública em temas alinhados com a sua visão, através de divulgação de estudos, pareceres, palestras, debates ou sessões de esclarecimento

– Contribuir para a educação e sensibilização para o bem-estar animal das gerações mais jovens e das classes mais desfavorecidas

– Contribuir para a adoção de animais silvestres, errantes, abandonados ou resgatados de situações de negligência ou abuso

– Contribuir com dados científicos para encontrar soluções de gestão de comunidades de animais errantes e garantir o seu bem-estar aquando da respetiva implementação

– Emitir pareceres sobre a elaboração e regulamentação de leis de proteção animal

– Dar apoio a outras associações e indivíduos sobre bem-estar animal

– Cooperar e fomentar nas entidades públicas e privadas iniciativas que visem a promoção e defesa dos interesses dos animais

– Promover o veganismo

– Contribuir para evitar a delapidação e destruição do meio ambiente de animais selvagens

– Promover a proteção e valorização do património natural e humanitário